Núcleo de Pesquisa em Psicanálise nas Toxicomanias e Alcoolismo

 

2021 - segundo semestre 

Coordenação: Marcelo Quintão

Coordenação adjunta: Maria Wilma Faria 

Inscrições: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

A interpretação e o corpo nas toxicomanias

 

EMENTA 

O discurso da ciência reserva à toxicomania um destino que lhe determina uma nova definição, além de um novo estatuto de novos produtos como tranquilizantes e alucinógenos. E ainda estabelece uma nova ordem na prática médica, impondo-lhe duas orientações: o uso ordenado dos tóxicos e uma dimensão ética que se desloca no sentido do gozo. As diferentes faces do gozo antes localizado, inscrito no corpo, sofrem a ação da visão desmedida da ciência sobre esse gozo, que age no sentido de sua deslocalização.

Ainda por ignorar a dimensão do gozo, o discurso da ciência pode levar à produção de substâncias como os tranquilizantes e os alucinógenos, com, entre outras funções, a obtenção de informações sobre o mundo exterior. Sob essas condições a pesquisa sobre as drogas determina todo o caráter dos conhecimentos sobre sua natureza e seus usos.

A toxicomania, agora com novo conceito, de uma questão policial passa a uma orientação epistemossomática ao se redefinir a noção da droga como produto da ciência.

O toxicômano, por sua vez, não está definido, é necessário deduzi-lo. Numa primeira aproximação, pode se levar em conta que é aquele que escolhe a droga, diante das questões inerentes ao complexo de castração. Graças ao seu consumo, se vê livre das coações impostas pela função fálica. O toxicômano não é um sujeito, mas um personagem que por seu fazer com a droga, cria um eu sou: um eu sou toxicômano, que lhe permite escapar das obrigações que lhe impõe a função fálica (Cf. Hugo Freda).

Dando prosseguimento a nossas investigações sobre a interpretação, iniciadas no primeiro semestre, precisamos avançar sobre as consequências da interrogação: há intepretação nas toxicomanias?

Quais os possíveis desdobramentos poderemos alcançar na clínica daquele que rompeu com a função fálica, preferindo a obtenção de gozo através de um curto-circuito que dispensa a participação do Outro? Como poderemos explorar as noções como clínica do real, do gozo do Um, do falasser? Como fica a questão do corpo, na última clínica de Lacan, com as noções de acontecimento de corpo, o sintoma que se lê, o significante que interpreta?

O toxicômano é o personagem da modernidade que, com seu trabalho quer provar que o inconsciente não existe - cabe aos psicanalistas demonstrar o contrário.

 

Referências Bibliográficas:

FREDA, Hugo - Intervenção do dia 2 de abril de 1997, no Seminário "O Outro que não existe e seus comitês de ética", de Jacques-Alain Miller.

FREUD, Sigmund. Mal-estar na civilização. In: Edição Standard Brasileira das Obras Completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago Ed. 1969

FREUD, Sigmund. Mais-além do princípio do prazer. In: Edição Standard Brasileira das Obras Completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago Ed. 1969

LAURENT, Éric: La interpretación acontecimiento. Virtualia nº 69

LAURENT, Éric: "Post-war on drogs"? Como a psicanálise pode contribuir para o debate político sobre as drogas. In: Loucuras, sintomas e fantasias na vida cotidiana. Belo Horizonte. Scriptum Livros, 2011.

LAUENT, Éric: A interpretação: da verdade ao acontecimento. Curinga 50.

MILLER, Jacques-Alain: Para uma investigação sobre o gozo autoerótico. Pharmakon Digital - nº 2

MILLER, Jacques-Alain: Ler o sintoma.  

http://www.lacan21.com/sitio/2016/04/16/ler-um-sintoma/?lang=pt-br 

 

2021 - segundo semestre 

 

Agosto:

03/08: Apresentação: Interpretação e corpo nas toxicomanias

Responsável: Marcelo Quintão.

Às 20:30 horas. Pelo Zoom.

 

24/08: Caso clínico

Responsável: Walcymara Ramos - Aluna do Instituto de Psicanálise e Saúde Mental.

Comentário: Cristina Nogueira.

Às 20:30 horas.

Pelo Zoom.

 

31/08: Atividade internúcleos:

O antiamor nas toxicomanias

Responsável: Cassandra Dias - Núcleo de Psicanálise e Toxicomanias da Paraíba.

Às 20:30 horas.

Pelo Zoom.

 

Setembro:

28/09: O antiamor e acontecimento de corpo nas toxicomanias

Convidado: Dario Galante – Co-Diretor do TyA Argentina

     - AP da EOL (Escuela de Orientación Lacaniana), e da AMP.

Às 20:30 horas.

Pelo Zoom.

 

Outubro:

05/10: Retorno aos clássicos:

Três observações sobre as toxicomanias - Éric Laurent

Responsáveis: Cláudia Generoso.

                Edwiges de Oliveira Neves.

                Rosemary Carvalho Rocha.

                     - participantes do Núcleo de Pesquisa em Psicanálise nas Toxicomanias e Alcoolismo.

Às 20:30 horas.

Pelo Zoom.

 

Novembro: 16/11

Toxicomania na adolescência

Musso Greco.

Às 20:30 horas.

Pelo Zoom.

 

30/11: Caso clínico - comentário. Sobre a publicação:

CHIRIACO, Sonia - Sobre la linea. In: La conversación clínica. Jacques-Alain Miller; Guy Briole. - Olivos: Grama Ediciones, 2020.

Responsável: Maria Wilma Faria.

Às 20:30 horas.

Pelo Zoom.

 

Dezembro:

07/12: Amarração - Conversação com os participantes do Núcleo de Toxicomania

Responsável: Daniela Dinardi.

Às 20:30 horas.

Pelo Zoom.