ATIVIDADES DA DIRETORIA DE ENSINO 2021

 

Diretora: Lúcia Grossi

 

 CURSO DE PSICANÁLISE

 

AULA INAUGURAL DO IPSM-MG e ABERTURA DAS ATIVIDADES DA EBP-MG

 

“EROTOMANIA: o amor sem ponto de basta?”

Convidada: Maria Josefina Sota Fuentes

Debatedor: Fernando Casula

Coordenador: Ram Mandil

                     

 

Dia: 2 de agosto de 2021

Horário: 20H30

Transmissão pelo canal do IPSM-MG no Youtube

 

Conversa entre alunos, professores e diretores do IPSM-MG

Data: Segunda–feira, 02 de agosto de 2021

Horário: 18H30 às 20H00

Reunião on line, pela plataforma Zoom

Obs.: atividade restrita aos alunos matriculados no Curso de Psicanálise IPSM-MG

 

Unidade I –   O INCONSCIENTE E O PARLÊTRE

Em que o inconsciente lacaniano representa uma contribuição ou uma divergência em com­paração ao inconsciente freudiano? Inicialmente, o recalque, que caracterizou o essencial do inconsciente para Freud, deixa de ser uma categoria fundamental. Diferentemente de Freud, Lacan não parte da memória para construir a noção de inconsciente; retêm desta, apenas “a inscrição em um significante”. Além disso, para Lacan, de maneira muito mais marcante, ainda atribuindo a posição à Freud, “o inconsciente está estruturado como uma linguagem”, o que deve ser entendido não somente como algum discurso que faria fundo para o sujeito, mas como algo que fala, no qual o sujeito desempenha um papel. O que aparece gradualmente no ensino de Lacan é que o inconsciente é menos uma descoberta que uma construção. “Isso não descobre nada [...], o inconsciente inventa”. A unidade I propõe acompanhar a maneira como o conceito de inconsciente é trabalhado e retrabalhado até as últimas formulas do Unbewußt.

 

O inconsciente estruturado como uma linguagem

Professores: Luciana Silviano Brandão e Guilherme Ribeiro

Horário: 18H30 as 20H, com transmissão pelo Zoom

 

O parlêtre

Professora: Maria Rita Guimarães

Horário: 20H30 às 22H30, com transmissão pelo Zoom

 

Datas:

Agosto: 09, 16, 23 e 30

Setembro: 13, 20 e 27

Outubro: 4, 18, e 25

Novembro: 8, 22 (manter após a Jornada?) e  29

Dezembro: 06 (se retirar dia 22/11)

 

Unidade III: AS PSICOSES: UMA REORIENTAÇÃO CLÍNICA

Nesta unidade a psicose será situada, inicialmente, a partir da psiquiatria clássica e seus impasses, bem como da clínica estrutural baseada em uma classificação cujo modelo se sustenta na pre­sença ou ausência da função paterna. Abordaremos o caso Schreber como um paradigma no qual a ausência da função paterna estruturante terá como efeito a desintegração do mundo e a posterior construção do delírio como tentativa de repará-lo. Em seguida, faremos uma leitura lacaniana do caso do Homem dos Lobos. Inquietante, ele surge como “uma serpente e seus mistérios” e marca o momento no qual essa classificação, sustentada na função simbólica do pai, começa a ser abalada, evidenciando novos elementos que desregulam o modelo clínico baseado em uma referência universal. A partir   da elaboração  de Lacan sobre “a desordem na junção mais íntima do sentimento de vida do ser”  serão abordadas as novas formas de apresenta­ção da psicose, nomeadas por Miller de “psicoses ordinárias”. As oscilações do humor serão investigadas a partir das operações de constituição do sujeito, alienação e separação.  E no que tange ao autismo, nos perguntaremos: como abordá-lo, clinicamente, hoje, a partir da psicanálise?

 

 

Novas formas de apresentação das psicoses e autismo

Professoras: Antônio Teixeira e Lúcia Mello

Horário: 18H30 as 20H, com transmissão pela plataforma Zoom

 

Psicoses ordinárias  e extraordinárias  

Professora: Lilany Pacheco

Horário: 20H30 as 22H30, com transmissão pelo Zoom

Datas:

Agosto: 09, 16, 23 e 30

Setembro: 13, 20 e 27

Outubro: 4, 18, e 25

Novembro: 8, 22 (manter após a Jornada?) e  29

Dezembro: 06 (se retirar dia 22/11)

 

PROCESSO DE SELEÇÃO PARA O CURSO DE PSICANÁLISE

Período de Inscrição para a seleção:  de maio de 2022

Período de seleção:  junho de 2022

Período de matrícula:  de julho de 2022

Início do Curso: agosto de 2022